Artistas no Portal

Obras à venda

Facebook


FaceBook 48x48

 

Divisionismo

 

Seurat acreditava que a arte deveria basear-se num sistema e conduziu o impressionismo a uma fórmula rigorosa. Inventou um método a que deu o nome “pintura óptica”(também conhecida como divisionismo, neo-impressionismo ou pontilhismo) e no qual pingos de tinta colocados lado a lado fundem-se aos olhos do observador. Seurat acreditava que esses pontos de cor intensa, dispostos sistematicamente em padrões precisos, imitariam os efeitos ressoantes da luz com maior fidelidade que a prática intuitiva e mais aleatória dos impressionistas.

Em vez de misturar tintas na paleta, ele pintava aplicando pinceladas ínfimas e regulares de cor pura, as quais, quando vistas à distância, interagiam opticamente.

Se determinadas cores são colocadas muito próximas uma das outras, elas realçam-se mutuamente e proporcionam iridescência e profundidade à pintura.

A palavra “pontilhismo” surgiu em 1886, quando o crítico Félix Fénéon usou-a para descrever La Grande Jatte.